Newsletter
Notícias

Evento em Campinas debate projeto que estabelece programa de redução de agrotóxicos

03/10/2017

Romeu Mattos Leite, da Associação de Agricultura Natural de Campinas e Reginão (ANC), Nilto Tatto, deputado federal pelo PT, e Ana Marina Martins de Lima, do Fórum Paulista de Combate aos Impactos e dos Transgênicos, participam neste sábado, 07 de outubro, em Campinas, de evento para debater o Projeto de Lei (PL 6670/2016), de iniciativa popular, que estabelece o Programa Nacional de Redução de Agrotóxicos.

De acordo com os organizadores, o Brasil é hoje um dos maiores consumidores de agrotóxico do mundo, substâncias que contaminam o solo, os mananciais e o alimento que vai para a mesa dos brasileiros e brasileiras.

Cada brasileiro consome cerca de 7 litros de agrotóxico por ano, e 70% dos nossos alimentos estão contaminados por pesticidas. E ainda, 28% de nossos alimentos contêm substâncias não autorizadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). “O Brasil precisa debater o tema, em especial porque várias dessas substâncias, banidas na Europa, têm entrada livre em nosso país”, anotam. No Paraná, malformação de bebês está ligada ao uso de agrotóxicos, revelou pesquisa.

A proposta da Política Nacional de Redução dos Agrotóxicos determina que o Brasil reduza de forma progressiva a utilização de agrotóxicos na produção agrícola, pecuária, extrativista e nas práticas de manejo dos recursos naturais. O agrotóxico também é prejudicial a própria agricultura.

A Política Nacional de Redução dos Agrotóxicos é uma iniciativa popular de organizações e entidades da sociedade civil, apresentada ao Congresso Nacional em novembro de 2016. A sugestão foi aprovada pela Comissão de Legislação Participativa e tramita agora como PL 6670/16.

“O Brasil é o campeão mundial em consumo de agrotóxico. E agora, querem até mudar o nome para produtos fitosanitários. Na contramão, estamos dialogando para que tenhamos uma Política Nacional de Redução de Agrotóxico, promovendo uma alimentação e uma agricultura mais saudável”, afirma Leo Pinho, presidente da Unisol Brasil (Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários). Pesquisadora já elaborou um mapa da contaminação no Brasil.(Carta Campinas com informações de divulgação)

O debate acontece no ecomercado Avisrara, das 10h às 13h, que fica na Rua Rei Salomão 295, em Sousas, Campinas. A promoção do evento é da UNISOL Brasil, do Avisrara e da ANC. A entrada é franca.

Carta Campinas