Newsletter
Notícias

Cooperativa agroindustrial estampará marca nas camisas do Atlético Paranaense

16/01/2018

A Copacol fechou com o Clube Atlético Paranaense em 2018, uma parceria de patrocínio com diversas ações de marketing que visam a venda dos seus produtos e o fortalecimento da marca no Brasil. Para o presidente da Copacol Valter Pitol, a parceria vai permitir uma divulgação mais forte dos produtos no Estado do Paraná e também no Brasil, por tudo o que representa o Atlético Paranaense no futebol nacional.

“Estamos aumentando o nosso volume de abate de aves e peixes e precisamos investir em ações de marketing, para agregar valor aos nossos produtos e conquistar novos mercados, fortalecendo toda a cadeia desde a produção dos nossos associados no campo, até a chegada do produto final na mesa dos nossos consumidores”, ressalta o presidente Pitol.  

Até o final da temporada, a marca da Copacol estará estampada na omoplata das camisas oficiais de jogo, treino e viagem do Atlético Paranaense.

A estreia do uniforme com o novo patrocínio será realizada já neste sábado (20/01), quando o Furacão faz a primeira partida oficial de 2018. O duelo será contra o Maringá, pelo Campeonato Estadual, às 17h, em Curitiba.

Além disso, a cooperativa estará presente com a marca em áreas do estádio atleticano com a venda de produtos nas lanchonetes do Caldeirão. O primeiro produto da Copacol fornecido na arena do furacão será a salsicha “vina”, utilizada nos hot dogs.

Os jogadores do Furacão também poderão aproveitar a nova parceria do Clube. A Copacol será a fornecedora oficial de produtos da sua linha para a composição dos cardápios do restaurante do CAT, oferecendo alimentos saudáveis e de qualidade aos atletas e colaboradores do clube.

“É a primeira vez que uma cooperativa se alia a um time de futebol profissional. Essa confiança nos deixa contentes e prova a grandeza do projeto do Atlético Paranaense”, destaca o presidente do Clube Atlético Paranaense, Mário Celso Petraglia. “Outro ponto importante é a parceria entre empresas paranaenses, fortalecendo o crescimento do nosso estado”, completa Petraglia Holzmann

Redação Avicultura Industrial