Newsletter
Notícias

Cooperativa produz troféus da Copa Verde

24/05/2018

Dentro das quatro linhas, o Paysandu foi o grande campeão da Copa Verde, mas o gol de placa mesmo foi feito pela Cooperativa Mista da Flona do Tapajós (COOMFLONA).  A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) premiou o campeão e o melhor jogador com troféus simbólicos feitos de madeira da cooperativa. O material é certificado pela FSC Brasil e as taças foram projetadas pelos designers Carlos Motta e Leonardo Lattavo. A entrega ocorreu na final da competição, na última quarta (16).

A Copa é o primeiro torneio sustentável do mundo e toda madeira utilizada na premiação foi extraída de áreas de manejo florestal da COOMFLONA, que reúne práticas de plantio e reflorestamento. “É uma honra ter nossa produção utilizada em um campeonato que reúne grandes equipes da Região Norte. Gera uma visibilidade importante para os projetos que executamos. Por isso, agradecemos a iniciativa da CBF”, afirmou o presidente da cooperativa, Jean Feitosa.

A Copa Verde é acompanhada de ações voltadas ao estímulo da consciência ecológica, como a reciclagem de materiais, concursos de redação com temas ambientais, aulas de futebol para crianças em situação de vulnerabilidade e compensação das emissões de carbono.

A diretora do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Renata Maranhão, afirma que o esporte também pode ser uma ferramenta de conscientização socioambiental. “Para enfrentarmos os desafios sociambientais globais é necessária a atuação sinérgica e integrada de todos. O futebol é um instrumento que mobiliza milhões de pessoas, sendo um espaço importante para o desenvolvimento de ações de educação ambiental”.

Assessoria de imprensa do Sistema OCB/ SESCOOP-PA