Newsletter
Notícias

Cooperativa Central de agricultura familiar é criada em Nova Ubiratã

22/06/2018

Foi criada em Nova Ubiratã a Cooperativa Central Mato-grossense da Agricultura Familiar Ltda. (CCMAF), com objetivo de reunir e integrar diversas associações e cooperativas de pequenos produtores rurais do Município e região, visando com isso construir projetos conjuntos e articulados para implantar a agroindústria familiar em diversos segmentos, na área da fruticultura, piscicultura, hortaliças, avicultura, ovinocultura, suinocultura, e gado de corte, abrangendo entidades do Município de Nova Ubiratã e da região como um todo.

No último dia 07 de maio foi realizada a Assembléia Geral de Eleição da Diretoria, ficando então constituída a Diretoria Executiva, o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal, ficando ainda nomeados os Diretores Técnicos, Diretoria esta que fará a gestão da cooperativa durante o período de mandato de 4 (quatro) anos.

A Cooperativa Central surgiu da necessidade de integrar as diversas entidades da agricultura familiar, e gerar diferenciais competitivos para os pequenos produtores, com foco na sustentabilidade, na produção em escala e na rentabilidade.

O sistema do cooperativismo tem por compromisso o desenvolvimento social das famílias compostas por pequenos produtores rurais, fortalecendo o segmento da Agricultura Familiar, que ainda é incipiente no Estado.

A fundação da Cooperativa Central Mato-grossense da Agricultura Familiar Ltda teve inspiração na Cooperativa Central Gaúcha Ltda – CCGL, que fica localizada na Cidade de Cruz Alta, Rio Grande do Sul, que se constitui em uma grande produtora e exportadora de derivados do leite, em especial leite em pó, creme de leite, e todinho (achocolatado), contando hoje com o processamento de mais de um milhão de litros de leite por dia, atendendo centenas de pequenos produtores do Estado do Rio Grande do Sul.

A Cooperativa Central criada em Nova Ubiratã é a única Cooperativa desta natureza no Estado de Mato Grosso, possuindo como característica principal a filiação de outras entidades, e não de pessoas individualmente consideradas, de forma que o trabalho a ser realizado em prol da agroindústria familiar tenha projeção geométrica no Estado de Mato Grosso.

Daniel Da Silva com Ubiratã News