Newsletter
Notícias

Cidade de Ji-Paraná (RO) firma parceria com cooperativa de catadores do município

31/08/2020

A Prefeitura Municipal de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), firmou parceria com a Coocamarji – Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Ji-Paraná para a realização de serviços que envolvem a coleta, transporte, triagem, processamento e destinação de final de resíduos recicláveis e reutilizáveis no âmbito do município. Com a parceria firmada, a cooperativa dos catadores receberá o valor de R$22.866,40 por mês, ou seja, R$ 274.396,80 por ano.

Os catadores terão como trabalho a coleta nos quatro Ecopontos existentes na cidade, a coleta seletiva nos seis condomínios que já aderiram ao projeto junto a Semeia, coleta seletiva porta a porta em 20% das residências nos primeiros 6 meses, passando gradativamente para 30% , chegando a 50% das residências, em bairros a serem definidos pela Semeia, Agerji e Coocamarji, além da triagem dos caminhões de coleta noturnos, que geralmente são os que possuem maior quantidade de resíduos recicláveis por percorrer área comercial da cidade.

Conforme a Secretária Municipal de Meio Ambiente, Kátia Casula, no mês de julho foi realizada uma triagem da coleta noturna, como forma de testar o sistema que está sendo implantado, e os número se  mostraram bastante significativos e animadores.

No teste, 105 toneladas de lixo reciclável não foram para o aterro sanitário, representando uma economia de mais R$10.000,00 aos cofres do município, um recurso que não foi enterrado no aterro sanitário, mas que se transformou em recurso financeiro para as 24 famílias de cooperados da Coocamarji.

Em uma projeção realizada pela Semeia, no mês de maio deste ano, foram levados para o aterro sanitário particular 2014 toneladas de lixo ou rejeito. No mês de junho foram 2.027 toneladas. Já no mês de julho, quando foi realizado um teste com a triagem, foram levadas para o aterro 1933 toneladas, uma quantidade bem menor que nos meses anteriores, já que 105 toneladas foram retiradas e aproveitadas pela cooperativa.

 

Assessoria/Prefeitura