Newsletter
Notícias

Ruanda: Delegação da ACI visita Ruanda

13/02/2019

A delegação de Aliança Cooperativa Internacional (ACI) visitou Ruanda entre 17 e 20 de janeiro. Foi uma visita especial ao país que será a anfitriã da Conferência Global e da Assembleia Geral da ACI em outubro.

A primeira agenda da delegação foi se reunir com o secretário permanente do Ministério do Comércio e Indústria, Michel Sebera, a fim de trocar opiniões em maior profundidade sobre o próximo evento da ACI e sobre o desenvolvimento cooperativo em geral, enfatizando como cada um dos setores cooperativos contribuem para o desenvolvimento da economia em Ruanda.

O presidente da ACI, Ariel Guarco, agradeceu o governo e as cooperativas em geral por trabalharem de mãos dadas em diferentes setores e garantir a sua contribuição para o desenvolvimento sustentável de Ruanda. “Gostaria de convidar a todos os homens e mulheres aqui presentes, a seguir fortalecendo o movimento cooperativo comprometendo-se ainda mais na busca de soluções para os problemas de nossas comunidades”, falou Ariel.

Além de Ariel Guarco, estiveram presentes na viagem, o diretor-geral Bruno Rolants, o presidente da Aliança África e vice-presidente da ACI, Japheth Magomere e o diretor regional, Dr. Chiyoge Sifa. Eles se reuniram com funcionários do governo no Ministério do Comércio e Indústria, a Confederação Nacional das Cooperativas de Ruanda (NCCR) e a Agência Cooperativa de Ruanda.

A delegação visitou o Memorial do Genocídio de Kigali em homenagem aos ruandeses que foram assassinados durante o genocídio de 1994. Também, visitaram a Cooperativa Adarwa, que é uma cooperativa composta em sua maioria por mulheres.

O movimento cooperativo em Ruanda

A NCCR é composta por 15 federações, 142 sindicatos e 9 mil cooperativas. Cerca de 4 milhões de pessoas dos 12 milhões de habitantes de Ruanda fazem parte de cooperativas de diferentes setores. As cooperativas têm representação nos seguintes setores: agricultura 27%, pecuária 18,4%, comércio 13,4%, serviços 10,1%, artesanato 10,9%, habitação 1,8%, minério 1,3%, transformação 1,1%, pesca 1% e outros 2,2%.

Redação EasyCOOP com informações da ACI