Newsletter
Notícias

COOPAVEL: Catorze entidades já preparam a vitrine tecnológica de agroecologia

06/11/2019

Uma área de 4,4 mil metros quadrados que apresenta o melhor da agroecologia vai ser uma das sensações da 32ª edição do Show Rural Coopavel, agendada para 3 a 7 de fevereiro de 2020 em Cascavel, no Oeste do Paraná. Catorze entidades já trabalham na preparação da Vitrine Tecnológica de Agroecologia, ambiente que a cada ano atrai um número maior de visitantes e de interessados nas tecnologias alternativas apresentadas.

As novidades serão inúmeras, mas três delas deverão chamar mais atenção: a criação de um espaço para a comercialização de produtos orgânicos, bioconstruções e horta caseira sustentável. O coordenador da Vitrine é Luiz Carlos Hartmann, do Capa (Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia), Núcleo de Marechal Cândido Rondon. Segundo ele, o tema já está definido “Cooperação e integração para a agroecologia”, e apresentará aos visitantes um conjunto de técnicas e tecnologias de manejo e conhecimentos que os parceiros acumulam.

Para acomodar novidades desenvolvidas pelas 14 entidades, a área destinada à Vitrine Tecnológica foi aumentada consideravelmente. “A direção do Show Rural Coopavel entende a importância da agroecologia, e gentilmente nos cedeu espaço a mais para abrigar, entre outras estruturas, um ambiente destinado a vender itens que os consumidores mais exigentes já encontram nas gôndolas dos supermercados”, diz Luiz Carlos. Mas ao contrário do que ocorre nessas empresas, no evento de fevereiro a variedade de produtos tende a ser muito maior.

O bambu é um dos exemplos de materiais empregados nas chamadas bioconstruções, estruturas rústicas e confortáveis que darão um toque especial à Vitrine Tecnológica de Agroecologia. A Horta Mandala também promete atrair muitos olhares. De acordo com o coordenador, o sistema chama atenção pela beleza estética e diversidade de plantas e a disposição dos caminhos, enriquecidos com uma ponte em arco sobre o lago e uma ampla pérgula sombreada. 

Considerando a necessidade de inserir um espaço para roda de conversas dentro da área, conforme Luiz Carlos, foi construído um pergolado que passou a ocupar um quarto da área total da Mandala. E também uma ponte em arco sobre o reservatório de água a fim de melhorar o fluxo de visitantes e fornecer sombra aos peixes. Um sistema de irrigação por gotejamento foi instalado nos canteiros, além de um mecanismo alternativo. Foram trocadas as mangueiras e as garrafas e ampliado o sistema de irrigação para outro elo da estrutura. Sessenta e cinco espécies diferentes serão cultivadas, propiciando aos visitantes um espaço de resgate ancestral de espécies, diversidade e interação.

As entidades parceiras na Vitrine Tecnológica de Agroecologia são Coopavel, Biolabore, Capa, Gebana, Unioeste, CPRA, Emater, Iapar, UFRF, Itaipu Binacional, Embrapa, Pedra da Mata, UFFS e Ecovida.

Imprensa Coopavel