Newsletter
Notícias

Unimed Sul Capixaba dá exemplo e apoia inclusão de Pessoas com Deficiência

03/12/2019

Nesta terça-feira, 3, é comemorado o Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência, data criada para informar e conscientizar a sociedade sobre a importância da inclusão das pessoas com deficiência (PCD) na sociedade. Dentre os muitos desafios enfrentados, estão a inserção e a permanência no mercado de trabalho, envolvendo questões como falta de qualificação, acessibilidade e preconceito.

O gerente de Gestão de Pessoas e Serviços da Unimed Sul Capixaba, Atílio Peixoto, explica que, desde 1991, com a Lei n º 8.213, empresas com mais de 100 funcionários devem reservar de 2% a 5% (no mínimo) de todas as suas vagas para trabalhadores que apresentem algum tipo de deficiência, como medida de equalização do mercado de trabalho.

“Na Unimed Sul Capixaba, conseguimos atingir 100% da cota destinada às pessoas com deficiência. Algumas vezes, há uma dificuldade na contratação em função da pouca capacitação desses profissionais para o mercado, devido à falta de oportunidade de qualificação. Entretanto, as empresas também devem estar atentas para estimular e desenvolver o potencial das pessoas e promover políticas de gestão com tratamento igualitário e não discriminatório, proporcionando a receptividade e a integração dos profissionais com deficiência", afirma.

A auxiliar de Serviços Gerais, Luciene Resende, já está há três anos na Unimed Sul Capixaba. Para ela, que possui uma deficiência no braço direito, que não flexiona, o importante é não se sentir diminuído perante os desafios. “Já trabalhei de vendedora, representante de cosméticos, em fábrica de costura e hoje estou na Unimed Sul. Há um preconceito muito grande na sociedade, mas o importante é manter a cabeça erguida”, diz.

Ricardo Rosa é outro colaborador da Unimed que viu a sua rotina mudar após um acidente de moto, que causou o encurtamento de uma de suas pernas. Há oito anos, ele ingressou na cooperativa como operador de Call Center, buscou se qualificar e foi promovido duas vezes, exercendo atualmente o cargo de analista de Negócios de TI Jr.

“Após o acidente, pensei na dificuldade do retorno ao mercado de trabalho, mas tive uma receptividade excelente na Unimed Sul Capixaba, tanto no âmbito pessoal, quanto no profissional. Acredito que o importante é não desistir dos próprios sonhos, pois sempre haverá alguém que vai lhe dar valor”, afirma.

Segundo o gerente de Gestão de Pessoas e Serviços da Unimed Sul Capixaba, Atílio Peixoto, dos 775 colaboradores da Unimed Sul Capixaba, 32 possuem alguma deficiência. “Os profissionais atuam nas áreas Administrativas, Assistenciais, de Atendimento e Serviços, em funções como analista, recepcionista, auxiliar de serviços de apoio, assistente de atendimento, entre outras. Também mantemos constantemente nosso cadastro de reserva aberto para pessoas com deficiência, por meio da seção Trabalhe Conosco, do site da Unimed Sul”, finaliza.

 

Assessoria de Imprensa