Newsletter
Notícias

De costureiras a empresárias da moda

28/10/2011

Em agradecimento ao apoio e parceria com o Governo da Cidade de Embu das Artes, as profissionais da Cooperativa de Costura realizaram na sexta-feira, 14/10, um café da manhã para o prefeito Chico Brito. Elas também comemoraram a conquista de um novo espaço, mais amplo e confortável para atender aos pedidos que, segundo a presidente da cooperativa, Luzia da Conceição, vêm crescendo a cada mês. “Não estamos mais precisando buscar clientes, porque eles vêm até nós”, disse emocionada.


O motivo de tanta alegria também se deve à parceria fechada com a Renner, que conta com uma ampla rede de lojas de departamentos de vestuário. Segundo o site da empresa, é a segunda maior do Brasil. Além de fornecer para clientes de Embu das Artes e região. “Vocês não estão com essa parceria com a Renner por acaso, é porque são empreendedoras”, enfatizou Chico Brito em sua fala.


Essa história começa em 2001 quando Chico Brito, então secretário de Cidadania, propôs a criação de uma Incubadora de Cooperativas populares, um projeto inédito no país. A idéia surgiu após conhecer incubadoras de cooperativas formadas em outras cidades e perceber que nenhuma delas era voltada à prática popular, como a costura. A iniciativa contou com o apoio e recursos vindo do Fundo Social do município, presidido, na época, pela atual vereadora Ná.


A partir daí, Chico Brito fez um levantamento das pessoas cadastradas na Secretaria de Cidadania para identificar as atividades que elas teriam condições de desenvolver. Uma delas foi a costura. Ele então realizou a primeira reunião para a criação da Incubadora de Cooperativas, que contou com a participação de quatro pessoas, dois homens e duas mulheres. Em seguida, buscou-se a parceria com o Sebrae que teve como desafio elaborar cursos de cooperativismo a partir dessa proposta do município de atender trabalhadores que queriam ter o próprio negócio.


Em 2002, foi inaugurada a Incubadora de Cooperativas Populares de Embu das Artes. “Nosso desejo era que acontecesse o que aconteceu com a cooperativa de vocês, caminhasse com as próprias pernas”, enfatizou Chico Brito. Ele falou ainda que quer que a cooperativa de costura “continue sendo parceira da prefeitura”.


“Nosso trabalho desde 2001, é dar oportunidade e abrir novos espaços. Hoje vocês estão graduadas, são independentes”, destacou a vereadora Ná .


A diretora financeira, Ana Lucia Gonçalves, falou emocionada sobre o quanto é gratificante trabalhar em uma empresa que também é dela: “É muito bom sair de casa e ir para minha empresa”. Ela disse ainda que, em todos esses anos, aprendeu muito e cresceu profissionalmente: “Através da cooperativa, aprendi muita coisa, como a mexer em computadores, porque a prefeitura está dando toda a assessoria para nós”.


“Para mim é muito emocionante esse momento porque é a primeira cooperativa que teve sua independência, conquistando clientes como a Renner”, disse Selma Fernandes, secretária de Assistência Social. O prefeito, na ocasião, também agradeceu a “oportunidade de darmos nossa contribuição para propor políticas públicas eficientes”.


Atualmente, a cooperativa de costura conta com 15 pessoas. Chico Brito, para finalizar, deixou um recado para os novos membros: “quem chegou agora não desanime porque não tenho dúvida que vocês vão crescer ainda mais e que esse espaço ficará pequeno”.

Prefeitura de Embu das Artes